Mercado Livre

O que é o Mercado Livre de Energia?

Após a segmentação do Sistema Elétrico Brasileiro, surgiu a ideia do ACL (Ambiente de Contratação Livre) ou simplesmente Mercado Livre. Nesse cenário, há a liberdade da empresa comercializar energia com empresas geradoras e/ou comercializadoras. Diferente do Mercado Cativo (ou ACR - Ambiente de Contratação Regular), onde a empresa paga pelo seu consumo para a Distribuidora na sua concessão, o Mercado Livre possibilita a negociação de energia a preços mais competitivos, diferentes dos praticados pelas distribuidoras, que são fixos às Resoluções de Reajustes por parte da ANEEL.

As principais características necessárias para a migração ao Mercado Livre são consumo e demanda elevados. Entretanto, outros fatores como a curva de carga da empresa, tensão de fornecimento e horários de funcionamento são, dentre inúmeros, essenciais para a caracterização de um perfil de Consumidor Livre. Cada classificação em que a empresa esteja enquadrada possui requisitos mínimos obrigatórios para a saída do ACR e ingresso ao ACL.

A Ludfor viabiliza um estudo completo da possibilidade de migração de uma empresa para o Mercado Livre, com completas análises de flutuações de preços, cenários de consumo e sazonalidades, com a utilização de valores dentro da realidade que é praticada no mercado.

Os estudos possuem total clareza, onde nossos clientes possuem total segurança na tomada de decisões de contratações.

Para controlar esse cenário foi criada, em 2004, a CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), que regulamenta as operações de geração e entrega de energia para os Consumidores Livres. Como trata-se de uma parcela importante na matriz energética nacional, as operações junto à CCEE são bastante rigorosas.

É nesse contexto em que a Ludfor age; diante dessa necessidade de controle contínuo em todas as operações necessárias é que a nossa empresa garante a tranquilidade de nossos clientes de sua situação junto à CCEE. Todas os exercícios realizados por nós são feitos de forma transparente e clara àquelas que contam com nossos serviços, possibilitando a consulta de pareceres e ações a qualquer momento.

A fatura de energia elétrica de uma empresa é composta basicamente de 2 conjuntos: TUSD (Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição) e TE (Tarifa de Energia). No Mercado Cativo, a tarifa da concessionária compreende esses dois parâmetros, sendo a TUSD o preço pago para a concessionária em realizar a manutenção física e investimentos na sua área de atuação. Já a TE refere-se ao valor que é pago pelo uso da Energia vindas de Usinas através do SIN (Sistema Interligado Nacional).

Quando uma empresa migra para o Mercado Livre, há dois faturamentos separados emitidos mensalmente: a fatura da TUSD paga à concessionária local para a manutenção das linhas de transmissão e uso da rede em sua área de concessão e a fatura da TE, que é a Energia propriamente dita. Nesse caso, a TE é emitida pela geradora ou comercializadora de energia contratada para a realização desse serviço.

Os contratos feitos pela empresa junto às comercializadoras ou geradoras possuem valores estipulados via contrato firmado entre ambas as partes, o que beneficia o consumidor para estratégias futuras na questão de custos e planejamentos energéticos, além da segurança do suprimento. Diante do cenário energético presente no Brasil, contratos bem estipulados são essenciais para evitar surpresas desagradáveis.

Outro papel importante da CCEE é regulamentar a diferença entre o montante de energia pago por contrato e o montante efetivamente consumido. Se uma empresa consumir menos que o previsto em contrato, terá a possibilidade de vender essa energia através da chamada Operação de Liquidação das Diferenças, que é regida pelo PLD (Preço de Liquidação das Diferenças). Caso a empresa consumir mais do que o contrato, ela necessita contratar o excedente do mês para que o consumo efetivo em MWh e o pago sejam equivalentes. Todas essas operações necessitam de registro e validação mensais na CCEE e são de extrema importância para o desempenho do cliente junto ao órgão.

Ao caracterizar-se um perfil de Consumidor Livre, a Ludfor faz simulações com preços reais praticados no mercado de cenários a curto, médio e longo prazo, para assegurar ao cliente que o Ambiente de Contratação Livre é o mais adequado. Com a escolha da fornecedora de energia, adequação do sistema de medição e com a documentação para o ingresso à CCEE feitos, a empresa já está no Mercado Livre. Nesse momento, a Ludfor terá representação total em nome da empresa para a realização de todas as operações necessárias para a manutenção do Agente.

Todas as operações e processos da CCEE com a empresa passam pela Ludfor e, se necessárias, são enviadas à empresa. Isso acaba por reduzir o tempo para a realização e concretização de todos os processos dentro da Câmara de Comercialização.